domingo, 24 de novembro de 2013

O que estais fazendo?





Shih-t’ou, certa vez, perguntou ao seu discípulo Yueh-shan:

“O que estais fazendo aqui?”
“Nada estou fazendo”, respondeu o pupilo.
“Então estais gastando seu tempo!”, disse o mestre, testando-o.
“Não será também gastar o tempo, quando fazemos alguma coisa?” replicou o monge.
“Dizeis que nada estais fazendo, mas quem é este indivíduo que nada faz?”

Respondeu Yueh-shan:
“Até o mais sábio não pode saber”.

 

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Empurre os outros para fora - Luiz Gasparetto




 
 
Todo mundo dá palpite em tudo! Tudo! Se você deixar, você vai se sentir o errado, um incompetente, um inadequado, você começa a se empurrar pra dentro. Quando você começa a se empurrar pra dentro então as coisas começam a gorar né? Claro, porque, se você está tirando a força sua, você está tirando a força das suas coisas e começa a dar pepino. E você vai se constrangendo, se achando aquele pedacinho de gente inadequada, aquele errado, e você já vai tendo vergonha de si e insegurança, e aí já começa a dar medo, preocupação, raiva, frustração, enfim... Aí você vai se empurrando para dentro, se empurrando para trás. Você volta na vida. Vi gente voltar e ficar a zero. Mas eu aprendi. Eu quero empurrar todos vocês pra fora e não empurrar eu para trás.


Então se você está esperando que a vida fique boa pra você achar que tudo é bom, você tá muito enganado, é o contrário: quando você muda o seu ponto de vista é que você vai mudar exatamente as condições.

“Ah, a justiça divina”. Não, não tem isso não. Deus não está tomando nota num livrinho de tudo o que você tá fazendo né? Nada disso. É você que faz! Porque você acha que é ruim, acha isso, acha aquilo, você faz a sua lei, quando você julga a vida dos outros – todo mundo é juiz de todo mundo né? É justiceiro! Eu parei com esse negócio “Ah que pessoa boba...” Não, deixa ela fazer, é os valores dela, é as coisas dela e ela tem o direito dela né? E pode até ser que dê certo para ela. Pra pode não dar, mas pra ela pode dar.

Eu já percebi que as coisas que eu escolhi são só pra mim; não vai mudar a vida de ninguém, vai mudar a minha né? Também não to preocupado com o que você vai pensar. Não muda nada. Muda pra você. Mas pra mim, não muda.


Tem momentos da tua vida em que o povo tá metendo o pau na tua vida. Mas não vai acontecer nada, por que? Porque eu não to dando bola né?

“Não, mas você não vai tomar uma providência?” Eu não! Imagina! Porque vocês estão incomodados eu vou mudar a minha vida? Ai ai... É o que faltava. Mas você é muito trouxa não é? Você muda? Se o povo der em cima você muda? Ah, muda né? Você não aguenta, você muda. Ai como você é baixo! Como você vale pouco pra você! Você não aguenta uma pressão né? Vixe!!! Ah, depende do que né? Depende do que você aguenta? Ô Deus! Você ainda não é seu amigo né? Você não tá do seu lado ali com tudo pra você né?

É, gente, esse negócio de deixar os outros interferirem na vida da gente é fogo!


Luiz Antônio Gasparetto