quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Talvez...




Um homem possuía um belo cavalo. Certo dia, o cavalo desapareceu e seus vizinhos sabendo da notícia, exclamaram:
- Que azar!

Mas o homem simplesmente respondeu:
- Talvez...

Passado algum tempo, o cavalo reapareceu, trazendo consigo três ou quatro cavalos selvagens tão ou ainda mais belos e formosos do que ele. Os vizinhos, tomando conhecimento do fato, disseram:
- Que sorte!

Mas o fazendeiro simplesmente respondeu:
- Talvez...

O filho mais moço do fazendeiro então resolveu domar um dos cavalos mas o cavalo era selvagem e em um movimento brusco arremessou o rapaz ao solo e este ao cair quebrou a perna. E os vizinhos imediatamente se dirigiram ao pai mencionando: - Que azar!

Mas o fazendeiro simplesmente respondeu:
- Talvez...

Estourou uma guerra naquela região e muitos pais sofreram pois quase todos os jovens, querendo ou não, foram injustamente enviados para a guerra, menos um, que foi dispensado por que estava com a perna quebrada: O filho do fazendeiro!

Os vizinhos então disseram: "Mas, que sorte", e o fazendeiro, com um sorriso no rosto, apenas respondeu: "Talvez"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esse texto