sexta-feira, 6 de maio de 2011

Sobre a Filantropia e a Caridade Material



Apesar de parecer fato consumado o "auxílio ao próximo", "amor aos irmãos", "caridade com o outro", será mesmo que estamos - seja qual for a modalidade de auxílio - fazendo a caridade no sentido em que ela foi explanada por Paulo de Tarso?

Não quero que vejam uma crítica aos que se dedicam à criação de sítios e fóruns para a divulgação de mensagens de ânimo ou aos que se dedicam à obras de benemerência social, como segurança alimentar, albergues noturnos, creches, asilos, e até mesmo os que trabalham no serviço mediúnico de atendimento à entidades desencarnadas. Não é uma crítica.


Mas não posso deixar de dizer, que é uma constatação que todos esses trabalhos feitos por nós supostamente seriam meritórios, assegurando-nos, em última instância, um lugar confortável no post-mortem. Essa própria concepção, já denota uma troca simbólica.  A caridade material trata-se portanto de trocas simbólicas em que eu dou algo aqui, e simbolicamente recebo de uma outra forma - "consciência limpa"; "um bom lugar em Nosso Lar"; "Paz de Espírito". Ou, em última análise, ao pôr a cabeça no travesseiro pensamos: "ajudei aquelas pessoas 'necessitadas'. Ora, não é uma troca? Logo, fazemos a caridade de modo interessado.

O Ego e suas mentiras é muito mais sutil do que imaginamos. Segundo Paulo de Tarso, "[...] é Deus quem opera em nós o fazer e o pensar", numa alusão a que, somos todos instrumentos de Deus. De fato, se Deus utiliza um motorista embriagado para causar um acidente e provocar o desencarne de várias pessoas, e aquele motorista não figurou senão à conta de instrumento de Deus, por que motivo não deveríamos pensar que, quando há uma grande quantidade de voluntários reunidos ajudando o próximo, não trata-se senão da AÇÃO DE DEUS tomando-se tais voluntários como INSTRUMENTOS??

Mas o ego e as suas mentiras, apoiados no forte apego que temos ao nosso eu, faz-nos acreditar que estamos "fazendo o bem", que estamos "amando o próximo", ou seja, gostamos de acreditar que estamos ali exercendo o livre-arbítrio. Será que um motorista que causa um acidente está exercendo o seu livre-arbítrio? Ele sabe de antemão quantas e quais pessoas irão ou não morrer no acidente? sabe se ele mesmo morrerá ou será poupado? Parece então, que ele é somente um instrumento de Deus para o cumprimento das provas de certos Espíritos.

"O que a mão direita faz, a esquerda não precisa saber". Depois de 2000 anos, ainda não se entenderam essa frase; não se entenderam que, quando eu estou numa instituição filantrópica, TODOS estão vendo eu ali, "fazendo a caridade". Que, quando eu escrevo ou dou palestras no afã de "esclarecer" e "ensinar", o ego já está criando a idéia de que é importante, já que está fazendo um benefício a outrem.

Além disso tudo ser ilusão, é uma auto-enganação a nós mesmos, uma peça que o ego nos prega. Nenhum dos avatares históricos como Buda, Krishna, Jesus e outros, nunca deram sequer um prato de comida, ao contrário, nos garantiu Jesus que "aos pobre sempre tereis".

Então, qual é o verdadeiro e único meio de se fazer a caridade?? Transformar-se num ser humano melhor; ser transformado de tal maneira, que as pessoas quando virem você, perguntarão: "como essa pessoa ficou assim"?? É quando você terá se transformado numa rocha, em que todos os insultos não são ouvidos, e todos ou murros e facadas apenas ferem aqueles que golpeiam, de tal modo que mesmo os agressosres ficarão surpresos com esse estado d'alma.

A verdadeira caridade, que consiste em suportar uns aos outros, consiste apenas em destruir o ego e suas mentiras; em eliminar a personalidade, para que nós, em nos fazendo personas importantes, venhamos a nos quebrar como finas porcelanas toda vez que nossa importante pessoa é ofendida ou insultada; fazer a caridade é quando nós já estivermos de todo desapegados de todos os conceitos e condicionamentos sociais, dirigidos e operados pelo ego, de modo que já poderemos dizer, à maneira de Jesus, que "eu e o Pai somos um".

E mais uma vez, não quero que fiquem ofendidos com essa constatação. Decerto que, a filantropia, a benemerência social, e todas as demais modalidades de auxílio têm a sua importância, uma vez que tudo isso são AÇÕES DE DEUS. Mas é aí que está o erro: pensar que somos nós quem fazemos esse bem ao outro, quando na verdade somos apenas instrumentos de Deus.  

Só não podemos ter a ingenuidade de nos deixar nos enganar pelo ego, achando que nós é que fazemos tudo isso, porque, em assim pensando, não estaremos senão exigindo importância e atenção ao nosso eu, e isto, como observou Allan Kardec, é mais alta prova de inferioridade moral, ou seja, o interesse pessoal.

9 comentários:

  1. EU GOSTO MUITO...QDO VC FALA COM O CORAÇÃO...
    NESSE INSTANTE VC ESTÁ SENDO UM INSTRUMENTO DE DEUS..
    BELO TEXTO..
    SE EU FOSSE TRAZÊ-LO PARA UMA FIGURA..DIRIA QUE ELE FOI TECIDO EM UM TEAR..
    PARABENS RE
    CARIDADE NO MEU JEITO DE ENTENDER HOJE.. É AMOR EM AÇÃO....ELA É NATURAL...COMO OS PÁSSAROS QUE CANTAM PARA ALEGRAR O DIA...A CARIDADE É SIMPLES COMO UMA FLOR QUE EXALA SEU PERFUME SEM SE DEIXAR CONTAMINAR POR FRASCOS...A CARIDADE É DOCE COMO O MAIS PURO MEL QUE AS ABELHAS FABRICAM...SEM SE IMPORTAR COM O DESTINO QUE O MEL VAI TOMAR...
    POR QUE A CARIDADE É ASSIM..ELA SIMPLESMENTE É..NO CORAÇÃO DAQUELES QUE JÁ CONSEGUEM TIRAR OS OLHOS DO PRÓPRIO UMBIGO..LEVANTAR OS OLHOS E OLHAR O OUTRO COM OLHOS DE AMOR..
    NÃO HÁ NECESSIDADE
    FÍSICA..DOENTE..ALEIJADO..COXO..CEGO...LOUCO QUE NÃO SE SINTA MELHOR COM O OLHAR..O TOQUE..DO HOMEM QUE JÁ CONSEGUIU SUPERAR O SEU PERSONALISMO INFERIOR...
    BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO...
    BEM AVENTURADOS AQUELES QUE SÃO MOVIDOS POR SUAS MELHORES INTENÇÕES..
    BEM AVENTURADOS OS QUE NADA TEMEM...NEM INJUSTIÇA..NEM JULGAMENTOS..
    BEM AVENTURADOS..OS QUE OLHAM PARA OS CÉUS E RECONHECEM A PRESENÇA DO PAI EM TUDO QUE FAZEM E BEM AVENTURADOS OS QUE DIZEM *GRAÇAS À DEUS*

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    (PASSARINHA AVOANDO PRA DAR COMIDINHA PROS GLUBGLUBGLUBGLUB...RSSSS)

    ResponderExcluir
  2. Olá!! Já gerou polêmica rsrs. Não aqui, mas lá no meu email já desagradou a gregos e troianos.

    Cris, ainda vou ler o Dr. Inácio. Esse é um dos nossos!! rsrsrs

    Nas pesquisas que andei fazendo na década de 2.000, a igreja católica liderava, no ranking das confissões religiosas, o "Terceito Setor" ou "Ongs" em termos de "Atividades sem fins lucrativos" no gerenciamento de creches, segurança alimentar, asilos, confecções e arrecadação de roupas para os "necessitados", tendo a Doutrina Espírita ocupado o segundo lugar.

    Quer dizer, na América Latina, a igreja católica é a maior instituição religiosa sem fins lucrativos, liderando o "ranking" da Filantropia e das obras de benemerência social.

    E no entanto, esta mesma instituição, foi apontada por Friedrich Nietzsche - quem leu O Anticristo sabe disso - como a instituição mais nefasta, a que mais "atraso" trouxe à humanidade, seja em termos psicológicos e espirituais, seja em termos científicos e tecnológicos.

    Quando eu estava fazendo aquelas pesquisas, os meus orientadores me apontaram que "a caridade" era apenas TROCAS SIMBÓLICAS, mas na época eu não pude compreender isto.

    Mas é fácil. Vamos raciocinar juntos: eu dou um pedaço de pão, e sei que ocuparei um lugar melhor no céu. Se eu dou 50 reais, ao invés de 5 de caixinha para o lixeiro, significa que eu sou mais bondoso que aquele que dá 5 certo?? Errado!

    Significa que, o potencial e a vontade de ser reconhecido socialmente é 10 vezes maior do que aquele que dá os 5.

    O Jesus - que muitos gostam de chamar de mestre, mas não querem ser crucificados como ele foi - alertou sobre isso: "Ao orardes, não orem de pé nas sinagogas, como fazem os hipócritas, para serem vistos pelos homens, mas recolhe-te no teu quarto, e teu Pai que vê em segredo vos recompensará.

    Antes de eu continuar, peço que releiam os dois posts sobre o livro "Liberte-se do passado", do Krishnamurti.

    E para terminar: "Praticai o Reino dos Céus e Sua Justiça e TUDO O MAIS vos será dado por acréscimo"

    ResponderExcluir
  3. Outra coisa, colocada pela Cris: de que existe pessoas passando fome e sede, e estão sofrendo com isso.

    Quem está sofrendo é o ego, e não o Espírito. O Espírito pediu essa prova, e Deus, prove os meios para que se cumpra a sua Vontade, a saber que aquilo é o melhor para aquele Espírito.

    Enxergar como ser humano é uma coisa; outra diferente é enxergar do ponto de vista do Espírito.

    Não é para parar de fazer a "caridade". Que se continue fazendo sopa, dando roupas, dinheiro para o mendingo tomar uma pinga (lembre-se que você também toma a sua cerveja no fim de tarde, ou como diria Humberto de Campos, o "seu anestésico venenoso na hora de dormir"), mas tudo isso, feito com a consciência de q é Deus quem opera através de nós, e não que os recursos venham de nós.

    É muito patético o ser humano pensar que ele pode tirar de si mesmo os meios de salvar o mundo o opóbrio e da miséria! Ah! Esses salvadores do mundo!!

    Acho engraçado as pessoas dizer: "para comprar o leite eu dou o dinheiro, mas para tomar pinga eu não dou".

    Acabamos de postar o Krishnamurti aí para trás - dois textos e um vídeo - e no entanto, o que ele prega é justamente a LIBERDADE DA AUTORIDADE como única caridade possível.

    E no entanto, em nome da "caridade", o que se pretende é escravizar o outro: "venha para o nosso albergue noturno e você terá pouso; venha para o nosso centro espírita, e Jesus te libertará".

    Essa caridade além de inútil é repugnante e desprezível, porque com a máscara do amor ao próximo, o que se deseja é, dissimuladamente, estabelecer um processo humilhante de domínio sobre outro, subjugar o outro, na medida em que nos promovemos socialmente, quando a verdadeira caridade seria apontar ao outro, o caminho da AUTO-LIBERTAÇÃO.

    Cris, to ficando bom como o Dr. Inácio??

    ResponderExcluir
  4. ainda não..ele é mais bokudo..rsssss

    bom eu vejo assim..se eu tenho fome..minha barriga ronca e dá um oco no estomago...é muito ruin ficar com fome e não comer..
    se tenho sede minha lingua fica seca...e fico morrendo de vontade de tomar agua..
    assim que vejo a fome e a sede...
    agora cada um toma ou come o que quer..
    se prefere comer ou beber o ego...que experimente ele com molhinho de maracujá..talvez não dê indigestão..rssssss

    ResponderExcluir
  5. Eita!! rsrs Veja em João o discurso de Jesus sobre o Pão da Vida!!!

    Espírito têm estômago?? Têm fome?

    ResponderExcluir
  6. A propósito, veja o que eu postei lá no blog do André: http://espiritoandre.blogspot.com/2009/08/tempo-perdao-amizade.html?showComment=1304719757989#c778023894743247990

    Porque ele se autodenomina "Um Espírito chamado André".

    Espírito tem nome?? Ou é o ego que se chama André??

    Em tempo! Vou postar o texto do Osho sobre o Ego. Só não o fiz ainda pq falta diagramar ele...

    ResponderExcluir
  7. minha alma (espírito encarnado)...tem fome sim..
    é por que num sou monja..nem mestre...rsssss
    será que por isso que tô gordinha?
    e olha...se eu desencarnar antes de vc..vou lá na sua casinha provar seu arroz e feijão...que o cheirinho já chegou aki..rssss
    eu quero muito o pão da vida de jesus...mas ainda devido a minha ignorancia..como muito o da padaria mesmo...afinal nem tô tão iludida assim..a ponto de achar que posso ficar em jejum..
    prefiro treinar jejum de me abster de prejudicar alguem por exemplo..mas é só treino viu..até os finalmente tem muito chão..
    glub glub glub glub
    glub glub glub glub glub

    ResponderExcluir
  8. xiiii acho que ele nem posta mais lá...
    esse é o problema dos blogs..as pessoas desistem facilmente..
    mas vou ler sim...

    ResponderExcluir
  9. Você é maravilhosa!!

    Bjs

    (Vou pra academia, pq faz 2 horas que estou conversando com vc e com a Laísa!!!! Daqui a pouco já está na hora de dormir e eu nem saí de casa ainda!)

    ResponderExcluir

Comente esse texto